Águida Hettwer Poesia & Art
Deixarei meu verso, tatuado em seu peito...
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


VÍNCULOS - BEBÊ E AMBIENTE FAMILIAR
 
     Um ambiente acolhedor é de grande importância para a chegada de um bebê no mundo. Este ambiente não precisa necessariamente ser requintado ou de alto padrão financeiro/aquisitivo, quando refletimos sobre ambiente refere-se ao ambiente/grupo familiar que acolhe o pequeno ser, com entusiasmo, desejo, zelo e muito amor.

    Os de casa – o grupo familiar, que auxiliar mamãe e bebê a se organizar neste novo ciclo, corrobora intensamente para que a criança se desenvolva de forma saudável, com vigor, dinamismo e naturalidade. De outro modo, quando o ambiente familiar é hostil, indiferente a sua chegada, gerador de contendas e conflitivas constantes, o pequeno ser, pode se sentir inseguro, não amado, sem ser acolhido nas suas necessidades básicas tanto de afeto, quanto a alimentação, asseio físico, e, cuidados essenciais para seu desenvolvimento.

   A chegada de um bebê a família também é um processo social e não se reduz apenas a um ato biológico (um ser humano, gerar outro ser humano), é social por que permeia por interações, e estas interações que o meio oferece ao pequeno ser é que faz todo diferencial no seu desenvolvimento natural e saudável.

    Os humanos se diferenciam dos animais no quesito de desenvolvimento e sobrevivência nos primeiros anos de vida. Os seres humanos, necessitam de ser cuidados, amados, receber continências, estímulos para poder sobreviver. Deste modo, podemos afirmar que o neonato não tem recursos suficientes para se auto proteger e necessita imprescindivelmente de um ambiente familiar que o acolha em suas necessidades.

   Às vezes a chegada de um bebê no âmbito familiar, não se constituiu um planejamento, mas, sobremaneira, faz-se necessário que seja acolhido. A psicologia também trabalha neste sentido, em poder clarificar, auxiliar, promover junto às famílias um espaço acolhedor, amável, duradouro, contingente para receber este pequeno ser, de forma mais clara, saudável e principalmente afetiva.

 “Não é somente a mão que embala o berço... o coração palpita e traduz canção que acalma e faz ninar em sono reparador”.
 
Águida  Hettwer
           
 
 
Águida Hettwer
Enviado por Águida Hettwer em 28/09/2017
Alterado em 28/09/2017

Música: Ballet -classical - relaxing piano

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários