Águida Hettwer Poesia & Art
Deixarei meu verso, tatuado em seu peito...
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


Espaçadas...
Águida Hettwer
 
Quanto pesa o vento?
-Não há quem responda
Passa rasteiro depressa,
Espalhando os cabelos.
 
Por ora o silêncio é quebrado
Gira... gira. Roda-gigante de emoções.
Dormem os homens,
assim repousam em ilusões.
 
A covardia da palavra não dita,
Enleada em discurso prolixo,
Assolada pela banal razão.
                                                                                        
 Talhar um caminho,
 sem trajeto definido, seguindo apenas
A própria sombra que não se apaga.
 
 
03.08.2010
 
Águida Hettwer
Enviado por Águida Hettwer em 03/08/2010
Alterado em 05/08/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários