Águida Hettwer Poesia & Art
Deixarei meu verso, tatuado em seu peito...
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


Escuta a chuva...
Águida Hettwer
 
 
Escuta... Meu amor!
Desliza os pingos da chuva mansamente
Sobre as vidraças da janela, feito trêmula lágrima,
Escorrendo da face sem demora,
Tem o peso da saudade, solidão dos dias frios,
Sem teus braços para aquecer-me.
 
Ah! Procurei entre tantas estâncias...
Pus meus sonhos a navegar em mar revolto,
Na busca de um porto para me aconchegar.
 
Os dissabores têm amargado os dias,
O vento da saudade tem arrepiado a pele,
Carente. Vivo mergulhada em lembranças.
 
Num bailado de esperança a emergir,
Regresso atrás da existência,
Enquanto a chuva cai...
Lembra-te de mim! Meu amor.
 
 
17.05.2010
 
 
Águida Hettwer
Enviado por Águida Hettwer em 17/05/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários