Águida Hettwer Poesia & Art
Deixarei meu verso, tatuado em seu peito...
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


Esculpindo esperança
Águida Hettwer
 
 
Oh! Deus dos meus silêncios,
Ouve a prece que meu coração padece,
Retorna o viço do meu riso sem demora,
Conta os dias e anos sem pressa.
 
Faz-me retornar no pátio da infância,
E que toda criança, tenha no mínimo,
O conforto de um lar, um teto feliz,
Brilho no olhar...
 
Retira dos escombros a falência,
Das famílias, devolve-nos o respeito,
Que brutalmente nos foi tirado.
Onde o diálogo calou-se e os ouvidos
Não ouvem, nem o certo ou errado.
 
Canaliza a paz entre os corações,
Cessando o fogo das armas em punho,
Esculpindo em nós a tolerância,
Sejamos instrumentos propulsores,
De amor, fé e esperança.
 
Seca a lágrima que teima em cair,
Conforta aqueles, que perderam tudo...
Abre-nos as janelas do entusiasmo,
Faz nos perceber que das pedras amontoadas,
Constroem-se castelos. E não há divisão,
Entre o sucesso e o fracasso,
Ambos caminham arduamente.
 
Em todas as etapas da vida,
O suor vai rolar, a mente desgastará,
E não somos suficientemente perfeitos,
Para em algum obstáculo não fracassar.
 
Mesmo que a derrota bata a porta,
Temos o direito de tantas vezes recomeçar.
 
 
18.01.2010
 
Águida Hettwer
Enviado por Águida Hettwer em 18/01/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários