Águida Hettwer Poesia & Art
Deixarei meu verso, tatuado em seu peito...
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


Soneto de lembrança
Águida Hettwer
 
 
Lembra-te amor! Da noite veludo manto.
Caem emoções qual orvalho na pradaria,
Vertem-se sentimentos em doce encanto,
Majestosa combinação de corpos lapidaria.                                                       
 
A saudade marca a face, em soluçar aflito,
Entrelaçando um terço entre as mãos
Descortina no peito o leito desse rio,
Deita o singelo verso em orações.
 
Pois teu amor é chama que arde,
Nas minhas fibras e entranhas,
Acolhe-me em tuas asas sem fazer alarde.
 
Visto-me de ilusões, amor cor de safira.
A mente em límpido esplendor,
Tendo o teu silêncio como lira.
 
 
12.01.2010
Águida Hettwer
Enviado por Águida Hettwer em 12/01/2010
Alterado em 12/01/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários