Águida Hettwer Poesia & Art
Deixarei meu verso, tatuado em seu peito...
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Áudios

Fragmentos
Data: 25/09/2008
Créditos:
Texto e narração poética: Águida Hettwer
Ano 2008
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


 
Fragmentos
Águida Hettwer
 
 
...Das brasas quentes,
O vento sucumbiu em cinzas o meu amor,
Limpando as lembranças inconseqüentes,
Salgada lagrima martela a face banhando em dor.
 
Prefiro não saber a resposta,
Quem sabe assim, meu fantasma o enfrente!
A saudade lateje menos na minha porta,
E meu coração veja-o indiferente.
 
A lâmina risca a pedra, no ato consumado,
O tempo se faz estático, em perpétua agonia,
Restam fragmentos do sonho alado.
 
Hei de renascer, mais Eu!
Semeando perfumes de esperança,
Desabrochando nos lábios um riso de criança.
 
 
23.09.2008
 
Enviado por Águida Hettwer em 23/09/2008

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Comentários